14°C 25°C
São Paulo, SP
Publicidade

Felipe Camarão continua na Seduc e assume governo na segunda-feira

O vice-governador e secretário de estado da Educação, Felipe Camarão, continua despachando normalmente na Seduc e, segundo apurou O Informante, deve mesmo permanecer na pasta.

04/07/2024 às 11h25 Atualizada em 08/07/2024 às 18h46
Por: Carlos Leen
Compartilhe:
 Felipe Camarão, continua despachando normalmente na Seduc e, segundo apurou O Informante, deve mesmo permanecer na pasta.
Felipe Camarão, continua despachando normalmente na Seduc e, segundo apurou O Informante, deve mesmo permanecer na pasta.

O vice-governador e secretário de estado da Educação, Felipe Camarão, continua despachando normalmente na Seduc e, segundo apurou O Informante, deve mesmo permanecer na pasta. Por outro lado, será exonerado do cargo pelo chefe do executivo maranhense, no início da próxima semana, porque terá que assumir o governo do estado na segunda-feira, 8, devido a uma viagem de Brandão ao exterior, dia 8, em missão oficial. A exoneração é necessária porque Camarão não pode ser governador e secretário ao mesmo tempo.

Conversa – Brandão e Felipe Camarão se encontraram na noite dessa quarta-feira, 3. A conversa foi boa. Felipe Camarão reconheceu que deveria ter dito ao governador, no primeiro momento, que preferia permanecer como secretário, em vez de ter aceitado sair para coordenar a campanha do deputado federal Duarte Júnior a prefeito de São Luís. “Foi um erro”, reconheceu Camarão, ciente, naquela conversa, de que havia sido informado pelo ocupante do Palácio dos Leões que Jandira Dias seria nomeada secretária enquanto ele permanecesse na campanha municipal. Felipe reconheceu, inclusive, em conversas posteriores, a qualificação de Jandira e, principalmente,  a sua capacidade, “como ninguém”, de obter recursos federais para o estado, especialmente na área da Educação. Ela continua como secretária extraordinária de Gestão de Recursos Federais (SEGERF).

No entanto, na mesma noite, após conversar com o comando do PT em Brasília, Camarão refletiu e resolveu dizer a Brandão que tinha voltado atrás e que preferia ficar como secretário. O governador disse a ele, então, que, como não havia sido exonerado, que continuasse despachando normalmente, mas que na segunda-feira, 8, ia ter que exonerá-lo, mas em outras e melhores circunstâncias: para que assuma o governo do estado devido a uma viagem que ele terá que fazer ao exterior, em missão oficial. (O Informante)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários